• Marcelo Raphael

Puxão de orelha!

Atualizado: 27 de jan.

Podem ocorrer algumas situações em nosso trabalho, onde temos que ser mais firmes, corrigir, ser talvez mais “duro” com um colaborador. Não gosto disso (e acredito que a maioria dos líderes também não), mas devemos ser quando necessário.

Isso não quer dizer que a pessoa o qual você conversou, irá te achar um vilão, um “péssimo chefe”.




Se o “puxão de orelhas” foi necessário, se foi justo, e se você soube conversar com respeito e em particular, pode ter certeza que essa pessoa vai te admirar depois, mesmo levando uma bronquinha.

Os bons gestores não são admirados por serem bonzinhos, mas por serem respeitosos e justos, mesmo numa situação negativa ao colaborador.


Abs e até o próximo post!


Quer saber mais sobre o "seu jeito" e o que vale a pena mudar? Clica no link para fazer o Teste de Perfil Comportamental Profissional e, descobrir como se comportar da melhor maneira e mais fácil para você. Afinal, a ideia é usar os seus pontos fortes.


32 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo